terça-feira, 19 de julho de 2016

FRUSTRAÇÕES NO CASAMENTO

Quem nunca sonhou com um príncipe encantado quando era criança? Acho que a maioria das mulheres leva pro altar uma bagagem de expectativas e um roteiro todo prontinho de como será o casamento depois do "sim". Vem a lua de mel, toda melosa, mostrar que, enfim, a tampa encontrou a panela. Então, o casal apaixonado chega na casa nova, o marido vai tomar um banho. Ele larga a roupa suja no chão e a toalha molhada em cima da cama... Uêpaaaa!!! Príncipes encantados não se comportam assim!



Grandes expectativas costumam gerar grandes frustrações.

Obviamente a toalha molhada na cama e a roupa suja no chão são exemplos bobos, que apesar de bobos, muita gente faz isso virar um problemão.

Frustrações acontecem quando esperamos que a outra pessoa aja da forma como planejamos. Nem nós mesmas conseguimos agir como planejamos 100% das vezes. Quantas vezes você já falou que iria ter mais paciência com o seu marido e, no primeiro vacilo bobo dele, você não agiu como gostaria? 

Projetar em uma pessoa um padrão de comportamento de outra pessoa que você viu e se agradou dificilmente vai funcionar. É frustração na certa. Não é porque o marido da sua amiga é um fofo que manda flores e bombom pro trabalho dela, que você tem que esperar que o seu marido vá fazer a mesma coisa.

Temos que aprender a olhar pro homem que está ao nosso lado da forma como ele é. Aprender a lidar com a sua personalidade. 

Outro dia uma pessoa me procurou pra conversar e me disse que não sabia o que fazer pois seu marido, com um ano de casamento, nunca tomava a iniciativa pro sexo. Isso fazia com que as noites de amor fossem raras na vida deles. Ela amava a performance dele e sempre atingia o clímax, porém, todas as vezes era ela quem precisava dar o primeiro passo, e aí, eles acabavam brigando depois de fazer amor. Perguntei algumas características dele e descobri que ele era uma pessoa muito tímida e que sempre teve problemas pra lidar com um "não". Apesar dela já ter conversado com ele sobre isso e ter dito que ela não é o tipo de pessoa que lhe diria não com facilidade, ele continuava sem tomar a iniciativa. 

No meu ponto de vista, essa é uma característica da personalidade dele e, se ele não vai tomar a iniciativa, é melhor não esperar isso dele. Conversamos durante alguns dias e ela se propôs a olhar de uma forma diferente pra essa situação. Ela passou a não esperar isso dele e tomava a iniciativa sem brigar depois. Passou a curtir o momento do jeito que ele é, e a fazer amor quase todos os dias. Dois meses depois ela me chamou no whatsapp pra me contar que o marido dela havia tomado a iniciativa naquele dia e ela estava em êxtase: "realmente é muito melhor não criar expectativas e ser surpreendida do que ficar esperando uma coisa acontecer e se frustrar por não ter acontecido!".


Eu interpreto essa questão como renúncia mesmo. Ela deixou de lado a sua expectativa de ser "cortejada" - digamos assim -, tomando a iniciativa por ele. Logo ele parou de ser cobrado e decidiu agir diferente, por amor a ela, mesmo não estando em sua zona de conforto.   

Isso não é aceitar coisas ruins de bom grado. É claro que quando existe um problema, o diálogo é sempre necessário. Você não tem que aceitar uma agressão, por exemplo, só porque é da personalidade do seu marido ser violento. 

Agora vamos virar o jogo usando um exemplo:

Você não curte sexo anal. Seu marido sempre te pede pra fazer e você sempre diz que não. Todos os dias ele vai pra casa criando expectativas de que "hoje ela bem que podia me surpreender...", e na hora H, você diz "não é não" e ele acaba frustrado. Frustrado pois criou expectativas. Frustrado pois criou um roteiro na cabeça dele. Frustrado pois projetou em você um comportamento do casamento de um amigo. Esse marido seria mais feliz se compreendesse que não vai rolar sexo anal e ponto final. Tira isso da cabeça e bola pra frente. Aí, se você vai surpreendê-lo ou não, essa decisão só cabe a você, não a ele. Entendeu como funciona essa coisa de expectativa?!

(Apelei no exemplo?)

O meu conselho é olhar pro casamento de peito aberto. Planejando apenas ser uma pessoa que vai fazer a outra feliz, e não planejando como o seu marido vai agir pra te fazer feliz. Se os dois pensarem dessa forma, vai ser tudo mais fácil, por isso o diálogo, e sempre o diálogo, é tão importante em todos os níveis do relacionamento.

Sei que boa parte do meu casamento ter dado tão certo, apesar do nosso namoro ter sido só de 3 meses (à distância ainda!), foi por isso. Não criei grandes expectativas. Aliás, achei que ele seria muito mais difícil do que foi. Acreditei que se eu me dispusesse a amar meu marido incondicionalmente e a fazer de tudo pra que ele fosse feliz, eu não iria me frustrar. 

Olhando isso de forma geral, tenho conseguido me sair bem. Em alguns momentos foi difícil, e as vezes ainda é. É um aprendizado contínuo lembrar que ele não é o meu bibelô, ou o meu fantoche, que sempre vai agir exatamente do jeitinho como eu gostaria. Ele é outra pessoa, que graças a Deus consegue manter um diálogo comigo, tem o propósito de me fazer feliz, mas mesmo assim continua tendo as decisões dele e o jeito dele de agir e de viver. Eu também sou assim, você é assim, seus filhos são assim, nossos pais são assim, foi assim que Deus nos criou. Cada um com uma personalidade e um ponto de vista diferente.

Não me irrito quando meu marido não age conforme o roteiro que eu inventei na minha cabeça. Quando aprendi isso, meu mundo mudou.


Marido tem grandes expectativas que eu volte a ter cabelo preto. Sinto que vai se frustrar... :P




    

sexta-feira, 15 de julho de 2016

MINHA OPINIÃO SOBRE O BEACH PARK


Semana passada eu e o marido fomos realizar um trabalho em Fortaleza. Foi a nossa segunda vez na cidade e nessa vez eu não poderia deixar de visitar o Beach Park. Como as duas viagens pra lá foram a trabalho, nossos dias foram bem corridos. Me sobrou um dominguinho pra escolher entre conhecer as praias de Jericoacoara e Morro Branco ou conhecer o Beach Park. Fiz a escolha errada e me arrependi amargamente. 


Conhecer o Beach Park era um sonho antigo. Amo a adrenalina desse tipo de brinquedo e troco fácil um mergulho no mar por um mergulho em piscina. Por isso fiz essa escolha errada.

O parque abre às onze horas da manhã e fecha às dezessete horas. Chegamos atrasado devido ao grande engarrafamento que vai se formando há alguns quilômetros do parque - a primeira grande fila! Chegamos onze e meia e fomos encarar a nossa segunda fila - a da bilheteria. Domingão, férias, parque lotado e, a bilheteria que tem capacidade pra dez caixas, estava operando apenas com quatro, resultando em mais espera. Pagamos nossas entradas, que custam R$205,00 por adulto + R$22,00 do aluguel de um armário pequeno + R$30,00 de calção pelo aluguel do armário (que foi devolvido no final do dia) + R$300,00 que colocamos de crédito para alimentação lá dentro (já sabia que a comida seria cara, mas não consumimos tudo isso e recebemos o reembolso sem problemas).

Meio dia e dez entramos no parque, guardamos nossas coisas no armário com cadeado e seguimos para o primeiro brinquedo: a Cápsula. UMA HORA E MEIA na fila! Nossa brincadeira começou exatamente às 13h50min!!! 

(imagem do Google)

A Cápsula é um brinquedo realmente muito legal. Amei descer e é altamente assustador (do jeito que eu gosto). A gente entra num tubo, a porta é fechada e, de repente, o chão literalmente some e a nossa queda é meio que livre dentro do tubo. Demais! 

A fome bateu e fomos andar pra ver o que comeríamos. O restaurante estava com uma fila gigante, então desistimos dele. Existem vários quiosques espalhados pelo parque, então escolhi o que tinha menos fila: cachorro quente pra mim (R$28,00 uma pão simples com uma salsicha e batata palha!) e pizza brotinho pro marido (o preço era mais ou menos isso também... Vinte e poucos reais). Mais um salgado assado, um refrigerante e uma água (uma água de 350ml custa R$6,00), foram embora uns R$100,00! Mas pelo menos não tinha fila! 


Chegou a hora de um mergulhinho na piscina de ondas, que não tinha onda nos 30 minutos que fiquei nela... 

Resolvemos encarar mais uma fila quilométrica. A fila do brinquedo "Vaikuntudo", que é esse aqui:


Ficamos DUAS horas na fila! É bizarro isso! Não tinha muito o que fazer mesmo, decidimos contar quantas pessoas estavam na nossa frente (sem contar as de trás, que já era uma pequena multidão!) e passamos de mil na contagem. Mais uma vez digo que o brinquedo foi sensacional! Descemos numa bóia para quatro pessoas (nós dois mais um casal) e realmente foi muito legal.

(Mentira, não encarei! Não encarei pois não deu tempo... desceria fácil!)

Aí deu 16h30min e só fizemos isso! O marido teve a ideia de finalizarmos logo a nossa estada ali imaginando que a fila pra resgatar o crédito do cartão de consumo poderia estar bem grande quando aquela multidão saísse do parque. Então buscamos nossas coisas no armário 303 e encaramos a nossa última fila pro resgate do dinheiro.

Deu pra perceber que 90% do dia foi em filas, né? Entendo que ir a um parque famoso em alta temporada (férias de julho, no meu caso) não é bem a melhor das ideias. Mas acho que o parque poderia adotar outra forma de funcionamento pra atender melhor ao público. Abrir mais cedo, por exemplo! Eles abrem uma hora mais cedo para os hóspedes do Suítes Beach Park, o hotel da rede, mas ainda acho que deveriam abrir lá pelas oito horas da manhã, pois assim as filas não consumiriam todo o nosso tempo. Daria pra experimentar outros brinquedos, por exemplo. 

(As imagens não ficaram muito boas pois o celular estava naquelas capinhas pra piscina).

Outro ponto negativo que me incomodou muito foi a sujeira. O parque estava muito sujo! Cheirava a esgoto no caminho de uma piscina para outra. E haviam poças com uma água escura "leitosa", como a gente vê em locais sem saneamento básico, por todo o caminho que precisávamos fazer entre brinquedos e piscinas. Tive muito nojo! 

Funcionários debochados e mal humorados quando perguntava pra que lado ficava tal brinquedo. Todo mundo trabalhando de cara amarrada, credo... 

Enfim. Apesar de ter gostado muito dos dois únicos brinquedos que consegui ir, o custo x benefício não compensou! Não voltarei mais. Me arrependi de não ter escolhido as praias paradisíacas do Ceará. Fica pra próxima, já que terei que ir a Fortaleza mais vezes. 

A praia do Beach Park é linda! Bem na entrada do parque, antes de chegar na bilheteria, tem vários barzinhos badalados com música ao vivo na beira da praia, com o Beach Parque atrás fazendo o cenário. É uma opção bem legal pra quem não quiser gastar tanto e se divertir, na minha opinião, muito mais!


Marido falou no snap que não desceria nos brinquedos mas desceu sim (no que deu tempo de descer!). ♥

quarta-feira, 29 de junho de 2016

DEPILAÇÃO A LASER - Light Sheer Duet

Ando toda trabalhada no laser ultimamente. É clareamento dental a laser, hidratação capilar a laser e a amada depilação a laser. Algumas pessoas me fizeram perguntas sobre a minha experiência com esse tipo de depilação, então vou compartilhar com vocês a minha opinião.

Eu me interessei pela depilação a laser pois a cera me dá uma pequena alergia que me deixa com bolinhas vermelhas por dias. Também me dá muita foliculite no exterior das coxas (tanto cera quanto a lâmina) o que me obrigava a apenas clarear os pelos dessa área. Acabava raspando meia perna, axilas e virilha (e vez ou outra me arriscava na cera também, mesmo com a alergia). Raspar é muito irritante. Cresce tudo de novo muito rápido, mas na hora do aperto, é o jeito mais rápido, eficiente e barato. Então o meu primeiro contato com o laser surgiu no Espaço Suze & Mel, à convite da esteticista Ana Paula Mescolin. 

O Light Sheer Duet é um dos melhores lasers para depilação. O laser é de diodo. Ele atinge o pelo em formação e o destrói, assim quando esse aquecimento atinge as células da raiz, o pelo para de crescer e é só alegria. Esse tratamento reduz definitivamente mais de 90% dos pelos com 6 sessões em média dependendo da área tratada, cor da pele e quantidade de pelos. Quanto mais clara a pele e mais escuros os pelos, mais sucesso no resultado. 

Estou fazendo perna inteira, virilha e axila. É uma sessão por mês. Na primeira sessão, já tive muito resultado. Quando os pelos voltaram a crescer (depois da primeira sessão), voltaram com bastante falha e bastava passar a mão que eles caíam. Depois da segunda sessão, voltou a nascer pelo apenas em pequenas áreas isoladas. Mesmo quando para de nascer é preciso levar o tratamento adiante pra completar o número de sessões necessárias e assim, o resultado ser perfeito. Já fiz 4 sessões e desde a primeira não tenho mais foliculite em lugar nenhum. 



O marido também faz ao redor da barba. No pescoço, região muito sensível que sempre encravava muitos pelos e ele odiava (nunca mais encravou), na bochecha e em alguns pontos abaixo da boca, pra barba dele já nascer desenhadinha, do jeito que a gente gosta. Eu amo o marido com barba!

Dói? Acho que a única depilação que não dói é com a lâmina. Mas a boa notícia é que nas pernas não dói nadinha. Nas axilas é só um pequeno desconforto e é muito rápido - talvez um minutinho em cada axila. A virilha dói! Menos que a cera, mas dói. O lado bom é que a dor vai ser só nessas poucas sessões, uma vez por mês e não de 15 em 15 dias pra sempre como a dor da cera (que eu não suporto!). O marido também diz que a barba dói, mas ele é "macho o suficiente pra aguentar de boas" - em suas palavras. Ele também está tendo um resultado bem bacana (já fez 3 sessões).

O preço varia de área pra área. Onde eu faço, o buço é a área mais barata e cuta R$50,00 por sessão. A barba custa R$90, perna inteira R$300, axila R$70, virilha eu não sei o preço... Esses são os preços no Espaço Suze & Mel.

Importante demais escolher muito bem o profissional que vai fazer o nosso tratamento pois o laser é perigoso e pode queimar a pele. Então tenha cuidado e procure um lugar de confiança antes de se submeter ao procedimento.

Estou muito satisfeita e digo que vale cada centavo!


Marido sempre fiscalizando tudo de perto! 

 
#CDCMovies A Boa de Domingo Adesivos Almofadas Amarelo Aparadores Artesanato Augustinho Autoestima Azul Banheiras Banheiros Bege Bijoux Branco Cabelo Casa de Celebridade Casamento Casas Espetaculares Chá de Bebê Chá de Panela Closet Coisa de Casado Coisas para Bebês Como agradar o Marido Comportamento Construindo a nossa casa Convite Cores Cortinas Cozinha Divertida Cozinhas Criado-Mudo Curando as Enfermidades do Casamento Curiosidade Decoração Decoração Teen Decupagem Desafio Dia 12 Dia dos Namorados Dia-a-dia-da-Karol Dicas de Beleza Dinheiro Divórcio Dourado Esmalte da Semana Espelhos Estampas Eu indico esse DVD Eu indico esse Livro Faça Você Mesmo Família Festas Fotografia Fotos com Marido Fugindo das Tentações Galochas Girafa Gravidez Home Office Hotéis Iluminação Instas da Semana Karol Ferro Collection Laços Laranjado Lembrancinha Leona Lilás Look do dia Luminárias Mãe Maquiagem Marrom Melhore seu Casamento Melissa Mesa Posta Mesas Moda Momento Fofo Do Dia Natal Noivinhos Novidades Objetos Decorativos Organização Panelas Papel Contact Papel de Parede Papo de Amiga Parabéns Marido Paredes Patchwork Paz no Rio Pedidos de Casamento Penteadeiras Pérolas Bíblicas para o seu Casamento Pet Pisos e Revestimentos Pr. Áquila Cabral Prateleiras Prateleleiras Presente Preto Produtos e Marcas Publipost Pulseiras Quadros Quarto de Bebê Quarto de Casal Quarto de Irmãos Quarto de Menina Quarto de Menino Quarto de Solteiro Rapidinhas Receitas Reciclagem Rede Reflexão Relacionamento Renda Extra Rosa Saiu na Fanpage do CDC Sala Sala de Jantar Salas Sapatos Selinho Sexo Sofás Sogra Sorteio Spray Tapetes Turquesa Utilidades Domésticas Verde Vermelho Viagem Vídeo Vintage Votos do Altar