quinta-feira, 13 de abril de 2017

LOW CARB, SOP E ANTICONCEPCIONAL

Depois que perdi 12kg, o pedido que mais recebo de leitores é pra fazer um post explicando como foi esse processo, o que eu deixei de comer, quantas vezes me alimento por dia, se faço ou não jejum, o que tem a ver a dieta com a Síndrome de Ovários Policísticos, etc... 


Nesse post vou falar mais sobre a SOP x Low Carb e o que eu faço pra não engravidar. 

Tudo começou quando eu casei. Estava magérrima, no auge dos meus 49kg. Em um ano engordei 10kg e nos anos seguintes fui só engordando até bater nos assustadores (pra mim!) 68,8kg. Vinte quilos são muitos quilos adquiridos em 8 anos. Saltei do manequim 34 pro 42 e eu não estava sabendo mais administrar isso. Fui a um nutricionista convencional e comecei uma dieta horrível que fiz durante... deixa eu pensar... um dia! Aliás, fiz várias dietinhas que acabavam no mesmo dia, pois eu não fui criada comendo de tudo. Nunca fui fã de saladas, verduras e essas coisas de dieta. Descobri que tinha ovário policístico e minha ginecologista disse que com o anticoncepcional estaria tudo ok, e realmente ficou tudo ok - até eu parar de tomar em agosto de 2014.

Parei de tomar a pílula, primeiro porque esqueci de levar numa viagem que fizemos para o Maranhão. E aí comecei a me sentir bem por não estar tomando. Sempre tive pé atrás com essas coisas e simplesmente parei de tomar. Pensei que não teria problema se viesse uma gravidez a partir daquele momento, pois nossa vida já estava relativamente estruturada. Então deixei na mão de Deus. E continuei engordando.

Acho que os únicos sintomas que tinha por causa da SOP era a menstruação totalmente irregular, o ganho de peso e, a dificuldade de engravidar (apesar de não estar planejando, a gente fazia o dever de casa, né!? rsrs). Foi aí que voltei à ginecologista achando que estava grávida, com 3 meses de atraso. Ela disse que eu estava cheia de cistos no ovário e não podia parar de tomar o anticoncepcional, pois ele estava mantendo tudo sob controle. Então ela me passou metformina. Eu não quis tomar e acabei nem comprando. Deixei pra lá. Fiquei 9 meses sem menstruar! 

A Maya, uma amigona super fitness, tava fazendo a dieta low carb e disse que tinha certeza que essa dieta eu conseguiria fazer. Me explicou um pouco e eu empolguei por poder comer os vegetais preparados na manteiga, poderia misturar com queijo e bacon, poderia comer gordurinha da carne... Passei dias lendo tudo sobre low carb, assistindo todas as palestras de nutricionistas da área no youtube, salvando receitas super saborosas pra testar e então li isso:

"Todos os cientistas que trabalham com ovários policísticos sabem há MUITOS ANOS que o hiperinsulinismo está por trás desta patologia. Tanto é verdade que se prescreve metformina, uma droga que reduz a resistência à insulina, como tratamento. Mas nada é melhor para o tratamento de hiperinsulinismo do que cortar os carboidratos - e isso deveria ser ÓBVIO, já que a glicose é o maior estímulo para a secreção da insulina. É só pensar um pouco pra ver que o que causa o excesso de peso não são os ovários policísticos ou vice-versa, e sim que é o excesso de insulina que causa ambos, excesso de peso e ovários policísticos. O fato de low carb não ser (ainda) o tratamento padrão para ovários policísticos é no mínimo estranho. Imagine uma pessoa que não tolera lactose. O que você faz? Remove a lactose. Imagine uma pessoa que não tolera fenilalanina (fenilcetonúrico). O que você faz? Remove a fenilalanina. Imagine uma pessoa com hiperinsulinismo e que, portanto, não tolera a glicose. O que você faz? Remove a glicose? NÃO!!! Dá metformina, manda passar fome, manda fazer exercícios físicos, manda fazer fertilização assistida - QUALQUER coisa exceto remover a glicose que é a CAUSA do distúrbio..."

Pensei na hora: "Cara, é isso! Não queria mesmo me entupir de remédios... Vou testar esse trem!" e decidi seguir a dieta low carb, pra emagrecer e por ter entendido que assim estaria tratando a causa da SOP, cortando o mal pela raiz.

Eu iniciei a dieta no dia 27 de setembro de 2016 e exatamente 30 dias depois, fazendo tudo certo, a minha menstruação desceu e perdi os primeiros 4kg. Achei incrível! 28 dias depois, desceu de novo e perdi mais 3kg. E assim meu ciclo passou a ter 28 dias cronometrados!

Foi aí que descobri que, se a minha SOP havia ido embora, e se eu estava perdendo peso, era a hora de tomar mais cuidado para não engravidar, já que agora eu corro o risco. Eu não quero engravidar agora, mas também não quero tomar anticoncepcional. Muitas mulheres estão optando pelo DIU, mas esse também não me atrai. Então adotei o antigo método da tabelinha. Sim, minha gente! Tabelinha! Tudo bem que eu sou fruto de tabelinha, né mãe? Mas eu tô prestando mais atenção que a minha mãe. 






Agora, nesse mundo girando em torno de aplicativos de celular, dá pra gente controlar tudo. Inclusive, o período fértil.

Eu uso o app "Flo". Ele é ótimo! Me avisa com quatro dias de antecedência quando vai iniciar o meu ciclo, ele avisa o dia que eu tô fértil, e avisa se a menstruação está atrasada. É uma beleza!




Hoje, por exemplo, o meu Flo está assim:


Período em 2 dias - #ÉaVida - e pouca probabilidade de engravidar. Então se eu quiser namorar com o marido hoje, tô liberada! Dia 15 a gente entra no vermelho e ele já me mostra que entre os dia 21 e 30 de abril existem possibilidades de engravidar, sendo que no dia 28 é o dia da "grande possibilidade de engravidar" pois é o dia previsto para a ovulação. Aí eu e o marido decidimos se brincamos com fogo ou não! 


Então, tendo dito tudo isso, não vejo necessidade nenhuma de parar com esse estilo de vida low carb, ao qual já estou muito bem adaptada e me sentindo cada vez melhor. Meus exames estão todos perfeitos e meu peso super no lugar. 

É importante ressaltar que low carb não é a dieta da proteína e nem é zero carboidrato. Praticamente tudo que a gente come tem carboidrato, exceto as carnes. Vegetais, verduras, queijos, frutas... em tudo isso tem carboidrato, por isso não excluo carbo da vida. Deixo de fora apenas os carboidratos refinados que são o arroz, macarrão, farinha de trigo, etc... que não faz falta pra saúde.

Low carb é a melhor dieta? Pra mim é, sabe por quê? Porque eu consigo seguir sem furos. E, se furo, consigo voltar logo em seguida, pois ela é super saborosa. Já vou completar 7 meses e nem penso em parar.

Quem me pede indicação de nutricionista nessa área, aqui em Muriaé eu indico a nutri Letícia Bastos. Ela é adepta da low carb e super competente! Instagram: @leticiabastosnutri

Me siga no Instagram @karolyneferro, e acompanhe meu diário alimentar no InstaStories. Também sempre posto umas receitinhas bem gostosas.


Marido me acompanha na dieta, e já perdeu 26kg (mesmo escapando várias vezes da dieta).






domingo, 26 de março de 2017

ABORTO - POR QUALQUER MOTIVO

Eu e marido somos muito apaixonados por séries. Sempre engatamos num seriadinho quando temos tempo livre. Gosto muito das séries da Shonda, apesar de achá-la extremista demais (extremamente feminista e um tanto racista) e não concordar com tudo que ela acaba "pregando". Aliás, ninguém concorda com 100% de tudo que os outros fazem. As séries dela estão entre as minhas favoritas e a considero uma ótima escritora. Scandal, How To Get Away With Murder, Grey's Anatomy são demais! Mas o ponto que quero chegar é a forma sutil com que ela trata o aborto se mostrando a favor da questão, com o comportamento feminista de suas personagens.


Eu sou contra o aborto (exceto em casos de bebês anencéfalos). 

"E quando a gravidez é fruto de estupro, Karol?". Nem quero me prender muito a essa ótica do assunto...

Já discutimos sobre isso algumas vezes em debates na fanpage do CDC e a minha opinião continua a mesma. Por que vítimas de estupro têm cabeça pra pensar em aborto mas não tem cabeça pra pensar em pílula do dia seguinte? Pra falar a verdade, essa indagação do estupro me dá até preguiça, pois é óbvio que ninguém gostaria de ter um filho com uma pessoa tão suja e desse nível. Só acho que esperar pra ver se a sementinha do estuprador vai vingar, pra então querer praticar o aborto, não é inteligente. Isso só inverte os papéis, transformando a vítima em uma agressora contra um outro ser indefeso. 

O que acontece é que toda essa promoção feminista pró-aborto não tem muito a ver com abortos de mulheres estupradas. E é sobre isso que quero debater aqui. Não olhei números, mas arrisco o chute de que a maioria dos abortos possuem desculpas do tipo: "não tá na hora de engravidar", "tenho outras prioridades", "meus pais vão me matar", "engravidei do ricardão", "não sei quem é o pai" e a famosa (e pior) "sou dona do meu corpo".

Sinceramente, uma mulher que diz ser dona do corpo e por isso pode abortar é, no mínimo, extremamente ignorante! Temos tantos métodos pra evitar uma gravidez...



Voltando às séries de Shonda Rhimes, vejo mulheres inteligentíssimas, como a famosa, destemida e super poderosa Olivia Pope, de Scandal. Uma advogada que engravida do presidente dos EUA e numa cena de alguns segundos é visto que ela abortou, simplesmente. Já em Grey's, Drª Yang pratica dois abortos. DOIS abortos, cara! Ela é uma médica. Ela é a mais inteligente. Ela sabe como são gerados os bebês. Ela não quer ser mãe, pois prioriza a carreira (tudo certo!). Então, por que ela não usa métodos contraceptivos? Por que esse "empoderamento feminino", que acha ok a mulher ir pra cama com todo mundo, não ensina também a ter responsabilidade com a consequência de seus atos, como uma gravidez fora de hora?

Muitos de nós não estaríamos aqui se nossas mães tivessem interrompido a gravidez apenas por não ser a hora certa. Quase sempre a gravidez é um susto.

Enfim... é muita energia empregada em campanhas pró-aborto em vez de se valorizar o sexo consciente, o sexo seguro, o sexo na hora certa, com a pessoa certa. É disso que eu tô falando. 

Quanto mais se banaliza o sexo, mais se banaliza a vida!


Marido não assiste Grey's comigo! ("Que fique claro!" - ele falou. Rs)


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

CALMA, CORAÇÃO!

Tava reflexiva aqui com Papai do Céu me lembrando de como Ele já cuidou de mim e como Ele sempre cuida de cada detalhe da nossa vida. Me veio à mente uma experiência que tivemos que foi muito legal e nunca contei aqui...

O marido passou por uma crise de tosse por algumas semanas. Uma tosse chata, que não passava. Aquilo começou até atrapalhar o rendimento profissional dele. Chegamos ao ponto de comprar um aparelho de nebulização como última tentativa contra a tosse. Ele usou um único dia e a tosse parou. Até aí tudo bem. Normal!

Em seguida, emprestamos o aparelho pra um amigo que estava com o bebê precisando de nebulização. Ele usou por um semana e o bebê melhorou. Normal! 

Mas o mais legal de tudo, é que naquela mesma semana, o Cayo estava com o carro parado no estacionamento de um mercado, trabalhando no celular enquanto esperava eu terminar de arrumar meu cabelo no salão. Agora, o que ele estava fazendo no mercado, ele não sabia. Pois o mercado nem era perto do salão que eu estava e ele nem chegou a descer do carro pra comprar alguma coisa. Mas Deus tinha dado um jeito de colocar ele ali.

Uma mulher, bem humilde, bateu na janela do carro  e pediu pra falar com ele. Ela não parecia uma moradora de rua, nem o tipo de pessoa que está acostumada a pedir ajuda para os outros. Ela se apresentou, com muita vergonha, pedindo desculpa por estar atrapalhando o Cayo, e contou que o marido morreu e agora ele sustentava a casa sozinha fazendo faxinas. Mas com o dinheiro que ganhava, só conseguia comprar comida, e ela estava precisando muito juntar um dinheiro a mais pois a filha dela estava muito necessitada de um aparelho de nebulização. (Até arrepio aqui!)

O Cayo lembrou na hora que o nosso aparelho estava com o nosso amigo. Ligou pra ele e perguntou se o filho ainda estava usando. Ele disse que não e já estava pra devolver. O Cayo pediu pra ele levar o aparelho na nossa empresa e pediu para aquela mulher passar lá no dia seguinte pra buscar.
Ela chorou muito e agradeceu a Deus e ao Cayo por abençoar tanto a vida dela e da filha.

Agora, pensa comigo! Deus faz ou não faz tudo certinho? Aquela tosse chata, que não passava por nada, era pra que de aquela mulher pudesse ser abençoada? Eu gosto de acreditar que sim! E é assim que eu gosto de encarar todos os problemas da minha vida. Se eu tô passando por tal problema, tem algum motivo. Posso não saber agora, ou posso nem vir a saber, mas tem um propósito! 

Ter lembrado disso acalmou minha alma hoje. Por isso quis compartilhar aqui. Sei que tá tudo difícil pra todo mundo, mas sei que o Deus que usou o Cayo pra ajudar aquela mulher, é o mesmo Deus que já nos ajudou em momentos desesperadores e é o mesmo Deus que faz tudo por você! 

Isso é motivo de gratidão, é motivo pra ter mais força e motivo pra levantar a cabeça e crer que tudo tem um propósito. 

Confie no Senhor!

"Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas. Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como uma dessas flores. É Deus quem veste a erva do campo, que hoje está aqui e amanhã desaparece, queimada no forno. Então é claro que ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena! Portanto, não fiquem aflitos, procurando sempre o que comer ou o que beber. O Pai de vocês sabe que vocês precisam de tudo isso. Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus, e Deus lhes dará todas essas coisas". (Lucas 12:27-31).


domingo, 29 de janeiro de 2017

SOBRE A FÉ

Recebo muitos e-mails de leitoras em situações realmente complicadas. Quando o tema é relacionado a qualquer tipo de problema, a palavra “fé” sempre entra na conversa. O interessante é que existem leitoras aqui de diversas religiões e até sem religião. Mas a grande maioria é cristã. É comum passarmos por problemas e recorrermos a Deus, buscando intervenções para resolver dificuldades financeiras, emocionais e de saúde.

O que me entristece é ver algumas pessoas que pensam que fé é um recurso mágico que garante que Deus nos atenderá, imediatamente, principalmente se vier com uma expressão “eu determino que”. Pessoas que não fazem a sua parte para solucionar as situações e querem apenas que Deus chegue e dê um peteleco no problema.




Tento imaginar o que se passa nas cabeças das pessoas que não recebem a intervenção solicitada. Ficam frustradas com Deus, achando que Ele é “fraco”? Colocam a culpa em si mesmas pela “falta de fé”, afirmando que só não aconteceu porque "faltou fé"? Ou será que acabam percebendo que o entendimento que elas mesmas possuem sobre fé em Deus  e sobre o agir Divino esta equivocado?

Já tive experiências maravilhosas que só posso afirmar que foram intervenções divinas na minha vida. No entanto, também já pedi a Deus com fervor e nada recebi, ao passo que já recebi livramentos e intervenções sem nem ao menos pedir. A interpretação que algumas pessoas possuem a respeito da fé e a soberania de Deus no agir, ensinando que Ele é um mordomo que pode ser controlado pelas nossas palavras e que fará “tudo” (no sentido literal), acaba levando milhares de pessoas a se frustrar com Deus, que nada tem a ver com as interpretações erradas que possuem e ensinam sobre Ele.

Rubem Alves dizia que fé é uma relação de confiança com Deus: é flutuar num mar de amor, como se flutua na água. Quem é que ama mais o pai? Aquele que é fiel ao pai porque ele lhe dá os presentes pedidos, ou aquele que ama o pai, mesmo que ele não lhe dê presentes? Amamos o pai pelos presentes que ele dá, ou por ele mesmo? Amo a Deus, mesmo que não me dê presentes. (Rubem Alves, em "Coisas da alma").

Gostaria de saber de vocês a resposta à seguinte pergunta: 

A sua fé em Deus é baseada em quê?

1) Pelos benefícios que Deus pode te oferecer ao ter fé nEle;
2) Por tudo que Ele já fez na sua vida, mesmo que Ele nunca mais faça mais nada;
3) Pelo o que Ele é, ou seja, “somente” por ser Deus e pela Graça, mesmo sem outras contrapartidas;
4) Outro motivo (se quiser compartilhar, escreva).


Marido sugeriu esse vídeo:




sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

QUANDO O MARIDO FICA TRISTE



Tem coisa mais triste do que ver quem você ama triste? E é nesse momento que temos que ser muito mais fortes. 

Esses dias foram bem conturbados por aqui. Ser empresário nesse país é um desafio muito grande, principalmente pra quem faz questão de estar em dia com todos os impostos, encargos, salários de funcionários e não tenta enganar o governo. Mas vou te contar... cada visita da nossa contabilidade é um susto. 

Já estávamos em uma semana "daquelas". Mês de queda das vendas, aumento inesperado da inadimplência e mais uns mil problemas juntos. Normalmente, o marido respira fundo e encara tudo com muito foco - até resolver tudo! Só que nesse dia,  eu vi o meu marido desligar o telefone, fechar o notebook e ir pra cama no meio do dia. Ele tinha acabado de descobrir com a contabilidade que um erro contábil de 2015 (da antiga empresa que prestava serviço para as nossas empresas), nos custaria "dois rins" para arrumar o estrago.

Esperei uns 5 minutos, falei com Deus: "vamos lá resolver esse problema, God!", e fui pro quarto ver meu marido no escuro com o edredom cobrindo até a cabeça. 

Soltei a língua de forma enérgica:

"Amor, o quê que é isso? A gente não é do tipo que vê problema e vai pro quarto chorar, não! Olha pra trás! Olha de onde nós viemos. Olha até onde Deus trouxe a gente. Você vai ficar aí amoado se escondendo do problema? Nós somos o tipo de pessoa que arregaça as mangas e foca na resolução e não no problema! Você tem 5 minutos pra relaxar um pouco e lembrar quem nós somos!"

Saí do quarto e "fechei" com Deus de novo. "Tá vendo aí, Deus? Mostra a saída pra ele. Eu não aguento ver isso não, e agora é só Contigo mesmo!".

5 minutos depois ele saiu do quarto. Sentamos na mesa de jantar e ficamos nos olhando por alguns instantes. Me mostrei disponível pra ajudar e peguei um papel e uma caneta. Começamos a pontuar todas as saídas e a debater sobre todas elas. 

Consegui o que eu queria: ele começou a falar. E falou muito! Ele achou apoio e me viu disponível pra ajudar e não julgar. No fim do dia eu percebi que meu marido só queria um apoio. Queria alguem para dizer: "Tudo bem, amor! Juntos podemos ajustar as coisas e resolver. Você não tem culpa do erro dos outros." A tristeza dele foi não ter reparado no erro do antigo escritório de contabilidade e agora estarmos pagando um preço alto pela desatenção dele. Tudo que ele precisava era de uma atitude de compreensão, sem julgamentos, passando segurança na capacidade dele em resolver mais esse problema. Foi isso que ele encontrou. 

Depois de pontuarmos nossas possíveis saídas, tudo ficou mais leve! 

Quando as coisas apertam, principalmente na área financeira, não cabe o desespero. Se não mantivermos a cabeça fria pra pensar e buscar uma solução, nada vai adiantar. Primeiro temos que assumir nossas culpas, enxergar nossos erros, buscar coragem pra contornar o problema trabalhando duro e manter a nossa fé em Deus inabalável. O Deus que fez milagres lindos na minha vida lá trás, é o mesmo Deus com quem eu conto pra estar comigo hoje! Eu dependo Dele e estou certa de que com muito trabalho e com o coração sempre grato, a vitória é certa!

Seu marido encontra um ambiente de amizade, compreensão e paz dentro do seu lar? Eles precisam muito disso!

Marido tem uma amiga de verdade dentro de casa!





#CDCMovies A Boa de Domingo Adesivos Almofadas Amarelo Aparadores Artesanato Augustinho Autoestima Azul Banheiras Banheiros Bege Bijoux Branco Cabelo Casa de Celebridade Casamento Casas Espetaculares Chá de Bebê Chá de Panela Ciúme Closet Coisa de Casado Coisas para Bebês Como agradar o Marido Comportamento Construindo a nossa casa Convite Cores Cortinas Cozinha Divertida Cozinhas Criado-Mudo Curando as Enfermidades do Casamento Curiosidade Decoração Decoração Teen Decupagem Desafio Dia 12 Dia dos Namorados Dia-a-dia-da-Karol Dicas de Beleza Dinheiro Divórcio Dourado Esmalte da Semana Espelhos Estampas Eu indico esse DVD Eu indico esse Livro Faça Você Mesmo Família Festas Fotografia Fotos com Marido Fugindo das Tentações Galochas Girafa Gravidez Home Office Hotéis Iluminação Instas da Semana Karol Ferro Collection Laços Laranjado Lembrancinha Leona Lilás Look do dia Low Carb Luminárias Mãe Maquiagem Marrom Melhore seu Casamento Melissa Mesa Posta Mesas Moda Momento Fofo Do Dia Natal Noivinhos Novidades Objetos Decorativos Organização Panelas Papel Contact Papel de Parede Papo de Amiga Parabéns Marido Paredes Patchwork Paz no Rio Pedidos de Casamento Penteadeiras Pérolas Bíblicas para o seu Casamento Pet Pisos e Revestimentos Pr. Áquila Cabral Prateleiras Prateleleiras Presente Preto Produtos e Marcas Publipost Pulseiras Quadros Quarto de Bebê Quarto de Casal Quarto de Irmãos Quarto de Menina Quarto de Menino Quarto de Solteiro Rapidinhas Receitas Reciclagem Rede Reflexão Relacionamento Renda Extra Rosa Saiu na Fanpage do CDC Sala Sala de Jantar Salas Sapatos Selinho Sexo Sofás Sogra Sorteio Spray Tapetes Turquesa Utilidades Domésticas Verde Vermelho Viagem Vídeo Vintage Votos do Altar