#Publicidade

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

DEUS CUIDA

Há três dias, eu estava viajando de volta pra casa com o marido e um amigo nosso. Era mais de meia noite quando o pneu dianteiro esquerdo furou. Paramos o carro no acostamento da BR, logo depois de uma curva. Um breu danado! Colocamos o triângulo numa distância segura, ligamos o pisca alerta e o Cayo e o Leandro foram trocar o pneu. Eu estava morrendo de medo do escuro e da bendita curva, de onde vinham carros em alta velocidade. E por ser o pneu dianteiro esquerdo, os meninos estavam ajoelhados literalmente na estrada. Pedi pra Deus nos ajudar! 

Depois de erguer o carro com o macaco, o marido foi pegar a chave de roda, que, pra nossa surpresa, não estava no porta malas. 

- Que beleza! - Ironizei.

O parafuso do nosso carro é mais fino do que os outros carros, então, nem adiantaria pedir ajuda pra outros carros (a não ser que passasse e parasse um carro igualzinho ao nosso, o que não aconteceu.)

Celulares fora de área. Não dava pra pedir socorro. 

Estávamos há 30km de casa ainda. O marido decidiu continuar a viagem pelo acostamento, a 20km/h mais ou menos. O carro andava como se fosse uma carroça. Tremia todo! Eu queria parar, mas na verdade não tínhamos muita escolha. Orei! Contei tudo pra Deus. 

Pelo menos o pneu estava na roda ainda!

Começamos a conversar e rir da situação. Agradecemos a Deus por um possível livramento - vai saber, né...?

Demoramos muito pra chegar, mas assim que entramos na cidade (50 metros depois da entrada da cidade), o pneu saiu da roda e o carro parou. Foi como se eu estivesse escutado Deus sussurrar no meu ouvido: "trouxe vocês até aqui. Daqui pra frente vocês podem andar com as próprias pernas!". Deixamos o carro lá e fomos andando pra casa. E isso foi motivo de muita gratidão e alegria. Estávamos há uns 400 metros de casa, já na urbanização, e contemplamos um incrível cuidado de Deus!

Olhem o estado que ficou o carro:


Chegamos em casa em segurança, muito felizes com o cuidado de Deus.

Podíamos ter escolhido murmurar, xingar, ficar nervosos, mas optamos pelo reconhecimento da proteção de Deus. Sem esse incidente, talvez poderíamos ter nos envolvido num acidente... Prefiro pensar que Deus enxerga lá na frente e cuida dos seus filhos! 

E mais uma vez eu tive a certeza de que Deus faz aquilo que não podemos fazer, e que quando podemos, Ele nos coloca pra andar com nossas próprias pernas!

Obrigada Senhor!

(Desculpem a formatação... Escrevi pelo celular).

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

COMO MANTER UM CASAMENTO ATÉ O FIM DA VIDA


Milhares de casais se unem em matrimônio anualmente. No Brasil, o mês das noivas é maio, nos Estados Unidos, o mês mais popular para casamento é o mês de junho, onde em média 13.000 casais dizem “sim”.
Desses casais que decidem passar a vida juntos, muitos não conseguem levar o relacionamento por muito tempo. Se você parar agora e analisar quantos casais você conhece que se casaram e se divorciaram, certamente terá que anotar, ou perderá a conta.
Pensando nisso, que o psicólogo, John Gottman, juntamente com sua esposa também psicóloga, Julie Gottman, realizaram um estudo com casais para entender melhor o motivo do fracasso e do sucesso de seus relacionamentos.
A conclusão a que chegaram pode parecer óbvia demais, porém ao analisarmos os detalhes de nossos próprios relacionamentos, certamente identificaremos pontos que precisam de mais atenção.
Segundo o estudo dos Gottmans, as duas coisas básicas que movem um relacionamento até o fim da vida são generosidade e bondade.
John e Julie criaram o “The Lab Love” (O Laboratório do Amor), levaram 130 casais para seu laboratório do amor, onde passaram o dia realizando tarefas corriqueiras como comer, cozinhar, limpar, enquanto os cientistas sociais os analisavam. Ao fim das análises, os estudiosos classificaram os casais em dois grupos: mestres e desastres. Passaram-se seis anos e os casais foram chamados novamente. Os mestres permaneciam juntos e felizes.
Os casais que pertenciam ao grupo “desastres” ou não estavam mais casados ou permaneciam juntos, porém infelizes. Esse resultado levou os cientistas a conclusão de que a generosidade é fundamental para o relacionamento entre o casal. Atos simples como responder a perguntas rotineiras com agressividade ou com generosidade afeta o futuro e a qualidade do seu relacionamento.
Perguntas como: “Você viu aquele pássaro?” podem ser a deixa para a esposa demonstrar mais interesse pelos gostos do marido, agindo com generosidade e bondade, criando uma conexão entre os dois.
Respostas ríspidas, desinteressadas ou ignorar o apontamento do seu companheiro por indiferença, significam bem mais do que apenas cansaço, ocupação, falta de tempo. Mas sim, podem representar que tudo é mais importante do que as coisas bobas que ele ou ela apreciam.
O estudo apontou que temos duas respostas a escolher quando se trata das questões de nossos companheiros, podemos optar por respostas generosas que nos aproximam como casal ou respostas ríspidas que nos afastam um do outro.
Os “mestres” escolhiam respostas generosas, criavam uma conexão com o companheiro, demonstrando-lhe interesse em suas necessidades emocionais.
Pessoas que agem com bondade e generosidade, como os casais que pertenciam ao grupo de “mestres” preocupam-se em criar um ambiente de apreciação e gratidão pelo o que o companheiro faz, em contrapartida, casais “desastres” constroem um ambiente baseado na insatisfação, sempre apontando para os erros do outro, para o que ele deixou de fazer, esquecendo-se dos pontos positivos.
A pesquisa mostrou que em situações como, o atraso da esposa ao se preparar para um jantar pode ser encarado pelo marido de duas maneiras diferentes: com bondade e generosidade ou com agressividade, concentrando-se apenas no fato de que ela sempre se atrasa, nunca se apronta na hora combinada, desconsiderando que o atraso pode ter sido motivado pelo tempo que ela gastou preparando uma surpresa para ele.

Generosidade e bondade podem salvar seu relacionamento. Não estou dizendo que no dia de aniversário de casamento, uma vez ao ano, você fará aquela surpresa linda, e pronto. O que a pesquisa revelou implica na aplicação diária de doses de generosidade e bondade, seja relevando uma coisa aqui, sendo gentil em outra situação ali, evitando cobranças desnecessárias e sempre, sempre e sempre concentrar-se no que a outra pessoa fez e faz de positivo, não de negativo. Sua esposa foi ao supermercado e comprou só alimentos, esquecendo-se do creme dental? Você escolhe: seja agressivo e reclame do creme que ela esqueceu ou agradeça pela comida que comprou. Sua escolha dirá que tipo de relacionamento você está vivendo.

John e Julie Gottman, após estudarem os casais com eletrodos enquanto conversavam, concluíram que casais do grupo “desastres” ficavam fisicamente afetados ao dialogarem com seus companheiros, fisiologicamente eram como se estivessem em guerra ou enfrentando um leopardo. Os “mestres” apresentavam passividade, relaxamento e tranquilidade ao conversarem.

E você? A qual grupo pertence?


Texto via: SábiasPalavras.com

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

NOITE ROMÂNTICA

Sabia que a definição de uma noite romântica/especial é totalmente diferente para homens e mulheres? As mulheres pensam na decoração do quarto, pétalas na cama, luz de velas, música, lingerie, depilação, perfume... 

Homens pensam em pouca (ou nenhuma) roupa, cheiro bom e uma mega performance, com muita energia e tempo disponível.

A questão da decor é boa (e válida) pois nós, mulheres, entramos num clima diferente. Mas o que eles querem mesmo é "disposição".


Quando você quiser fazer uma noite especial, foque mais na programação do que na decoração.

Pergunta aí pro seu amor se esse ponto de vista tá correto no casamento de vocês! ‪#‎MeConta‬!


#CDCMovies A Boa de Domingo Adesivos Almofadas Amarelo Aparadores Artesanato Augustinho Autoestima Azul Banheiras Banheiros Bege Bijoux Branco Cabelo Casa de Celebridade Casamento Casas Espetaculares Chá de Bebê Chá de Panela Closet Coisa de Casado Coisas para Bebês Como agradar o Marido Comportamento Construindo a nossa casa Convite Cores Cortinas Cozinha Divertida Cozinhas Criado-Mudo Curando as Enfermidades do Casamento Curiosidade Decoração Decoração Teen Decupagem Desafio Dia 12 Dia dos Namorados Dia-a-dia-da-Karol Dicas de Beleza Dinheiro Divórcio Dourado Esmalte da Semana Espelhos Estampas Eu indico esse DVD Eu indico esse Livro Faça Você Mesmo Família Festas Fotografia Fotos com Marido Fugindo das Tentações Galochas Girafa Gravidez Home Office Hotéis Iluminação Instas da Semana Karol Ferro Collection Laços Laranjado Lembrancinha Leona Lilás Look do dia Luminárias Mãe Maquiagem Marrom Melhore seu Casamento Melissa Mesa Posta Mesas Moda Momento Fofo Do Dia Natal Noivinhos Novidades Objetos Decorativos Organização Panelas Papel Contact Papel de Parede Papo de Amiga Parabéns Marido Paredes Patchwork Paz no Rio Pedidos de Casamento Penteadeiras Pérolas Bíblicas para o seu Casamento Pet Pisos e Revestimentos Pr. Áquila Cabral Prateleiras Prateleleiras Presente Preto Produtos e Marcas Publipost Pulseiras Quadros Quarto de Bebê Quarto de Casal Quarto de Irmãos Quarto de Menina Quarto de Menino Quarto de Solteiro Rapidinhas Receitas Reciclagem Rede Reflexão Relacionamento Renda Extra Rosa Saiu na Fanpage do CDC Sala Sala de Jantar Salas Sapatos Selinho Sexo Sofás Sogra Sorteio Spray Tapetes Turquesa Utilidades Domésticas Verde Vermelho Viagem Vídeo Vintage Votos do Altar